Fui escrever umas bobagens, acabei revelando alguns segredos

os livros fechados em caixas, esquecidos.como suas roupas no armário.O pó devasta as memórias que lutam, resistem. Tintas de cabelo e suas modelos sorridentes na embalagem,deixam claro que ao norte tem um lago e maior que ele só as mentiras. Ainda me faz sede, me faz vontade, mesmo sem acreditar.Sendo cada dia mais um novo […]

Leia mais…

Tem algo de sombrio nessas idéias

E seu disser que não acredito.Que sei como somos feitose é maluquice crer. Que os lençois que trocamosforam poucos. Que as horas foram poucas. Que nada de grande abateunos intervalos dos nossos beijos. Que foi fugaz, coisa qualquer.Tão efêmero como esses hits que embalam as rádios. Seria justificativa bastante pra dizer que:“Eu não acredito!” […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: