Anoitece meu espirito numa madruga sem faróis

Posted by & filed under Sonhos Viciados.

Anoitece meu espirito numa madruga sem faróis. Perco a hora do trabalho lendo os relatos de uma prostituta. Correr atras do trem não vai salvar o seu relógio. Ela pintava as unhas do pé de vermelho, batom mate e suaves desesperos alimentados por carnes atrasados. Cobrança por hora. Será que devemos correr?

Ler autores pudicos não me comovem

Posted by & filed under Colunas, Sonhos Viciados.

Inspirar, reagir. Hesito um conjunto de palavras. Escrevo e reescrevo – apago! Uma alma em estado insignificante, nenhum discurso elaborado. Palavras sujas, censura no instante primeiro. Se não inspirar vomita o suco biliar. Ler autores pudicos não me comovem.

O vento atravessa a sala, cozinha, silêncio.

Posted by & filed under Sonhos Viciados.

Um apartamento sem móveis. Ela gosta de tomar sol no chão da sala. Hoje a noite tem festa. Ultimamente venho aproveitando os dias seguintes. Sem ressaca, mas com todas as dores de bêbado ressentido. Ela fez as unhas, arrumou o cabelo. Ressentimento de bêbado, já cheguei nas tuas feridas, mas não sei dos teus segredos…. Read more »

Confissão de amor

Posted by & filed under Sonhos Viciados.

Nunca me senti tão jovem, mesmo chegando perto dos meus quarenta anos. Nunca estive tão certo, mesmo com minha estante repleta de diplomas de enganos e frustrações. Já não me encanta tanto meu trabalho, meus desenhos estranhos e esses textos mínimos, me empenhei nesses anos na doce tarefa de catalogar seus suspiros, pequenas variações de… Read more »

Os 10 melhores de 2012

Posted by & filed under Backstage.

Mais um ano se foi e 2012 foi muito importante para nós dos prascucuias. Nunca escrevemos tanto e para celebrar a produção desse ano que passou escolhemos os 10 melhores na opinião de nós mesmos.