Modernidade dá nessa II – Versão Betão

24/10/2011 Backstage

Tecnologia é algo maluco! Quanto mais temos, mais dependemos.

Estou eu aqui deitado na cama, quase duas da manhã e não durmo porque precisava escrever com o celular novo… sou um ridículo.

[quote_left]Queremos a urgência do próximo verso![/quote_left]

Mas a verdade é que pra alguém viciado em escrever como eu fica irresistível não dar vazão a qualquer ideia idiota que me ocorra, principalmente se a tecnologia tornar isso mais fácil. E o problema é esse, creio, pois vejamos:

Antes eu tinha uma ideia, que primeiro tinha que ter a sorte de ter surgido num momento em que eu tivesse como anotar. Tendo como anotar (num papel), eu tinha que depois passar pro PC, ai lia, relia, e na hora de escrever no word eu mudava um monte de coisa já. E depois na hora de postá-lo, eu tinha que copiar e colar no blog, e nessa hora eu lia, relia, e mudava o texto novamente. Isto quer dizer, o caminho pra alguma merda que eu pensava virar texto do blog era longo, e muita coisa ficava pelo caminho…

Hoje? Bom hoje a gente escreve no celular, no netbook ou no tablet e já joga na net, e posta a parada sem pensar muito sobre ela… e daí? Dai que a sinceridade passa a ser o grande barato do site, passa a ser sua principal razão de ser: um espaço sincero de dois caras estranhos. [quote_right]Tecnologia é algo maluco![/quote_right]

Aqui é tudo verdade e urgente! Descobrimos que perdemos tempo demais já, e qualidade é só mais um parâmetro sem graça que já não nos interessa mais.

Queremos a urgência do próximo verso!

Somos a urgência do próximo verso!

Alguém que se perde facilmente entre cerveja, noites, amores, sexo, shows, músicas, letras, palavras, motos, asfalto, montanhas, amigos e nunca acha que é muito o muito pouco que viveu!

Comentários

One thought on “Modernidade dá nessa II – Versão Betão

  1. ainda não me acostumei com toda essa “rapidez”. Eu fico criando etapas imaginárias e deixo seja lá o que eu for postar de molho por um tempo. Mas engraçado é que é a segunda vez dentro de pouco tempo que eu vejo a mistura entre “sinceridade” e “hoje em dia” numa discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

30/09/2016 Backstage

Se eu perdesse todos os meus medos (Versão áudio)

A mecânica é seguinte alguém escolhe um texto e dá para outro colunista ler. O resultado é esse ai que você confere acima. O texto acima é esse Se eu perdesse todos os meus medos, da coluna Sonhos viciados que a nossa amável Érica doou a voz. […]

Leia mais…

12/05/2014 Backstage
Próximo, e tenebroso, objetivo: escrever contos e depois um romance!

Os próximos passos…

31/07/2013 Backstage
Pras Cucuias mudou pra manter o espirito livre de sempre!

Novo layout!

23/07/2013 Backstage

9 – Não sou um cara supersticioso

9 meses demorei para nascer. 9 horas é o tempo que fico no trabalho. Moro numa casa que se somarmos todos os números o resultado é 9. Sai de casa as 9 da manhã e todas as luzes da cidade ainda estão acesas. [Minha cidade está sempre negra ou alguma variação disso.] […]

Leia mais…

22/07/2013 Backstage

Novidades em 3, 2, 1…

[…]

Leia mais…

10/01/2013 Backstage

Os 10 melhores de 2012

Mais um ano se foi e 2012 foi muito importante para nós dos prascucuias. Nunca escrevemos tanto e para celebrar a produção desse ano que passou escolhemos os 10 melhores na opinião de nós mesmos. […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: