Alegria, alegria

Caminhando na cidade sem espelhos Sem vitrines, sem ofertas, sem sinais. Só lembranças de beijos, tardes de sossego, vida certinha querendo ser rock’n’roll. Cantando na cidade de crianças sem olhos, escrevendo nas camisetas desespero. Não é filme de horror. A cavalaria aponta a espada pra garganta das senhoras de olhos negros. Olho fosco, nenhum brilho […]

Leia mais…

Piazzas IV

Velhos terroristas descansam nas labaredas dos meus olhos. Meninos decrépitos mutilam minha língua em pedaços de noite e sombra. Canto doces canções para o vento assassino de sonos e colchões improvisados. Enquanto manchetes compradas corrompem a alegria de nossas festas de orgia e espuma. Sem sessão no cineminha putaria do arouche Calígula sente a solidão […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: