Coletivo Um Sete – Despretensão Amorosa II

03/03/2012 Coletivo

Sem contratos, mas bota aquela meia calça de renda.
E vamos pela sorte, pelo risco. Bota aquela saia,
a doce equilibrista e eu refém que vou atrás dos teus caminhos.

Veste aquele sorriso alegre, mesmo mentiroso.
Deixa pra trás suas regras e lembranças.
Que esse seja o último, que o beijo seja único…
Minta! Sorria! Seja feliz! Só por hoje me tapeie

Eu faço o jogo, mas não assumo.(Hoje sou teu servo)
Bota tua cara de safada.
Esqueça das caixas e contas atrasadas
Teus pés me dão a direção e, por hoje, nem me importa onde vai dar

Que passemos o tempo seguindo nossos rabos
E não importa a hora, o ridículo, o fim próximo
O dia seguinte, ou o ritmo rápido da rua…
Porque NÃO tem lá fora enquanto estou dentro de ti

Alguém que se perde facilmente entre cerveja, noites, amores, sexo, shows, músicas, letras, palavras, motos, asfalto, montanhas, amigos e nunca acha que é muito o muito pouco que viveu!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

09/06/2014 Coletivo

Nus e Perdidos

Vou sair essa noite Pela rua e de mim mesmo Vou ser outro essa noite Desconhecido sair a esmo Desfaço os nós dos seus dedos Chupo seus lábios em flor Me dobro e te domino o desejo Façamos um de nós sentir dor […]

Leia mais…

05/02/2014 Coletivo

Coletivo Dois Quatro – Meu Pecado Solar

Estou aqui para você Como o girassol para o sol Mesmo sofrendo queimando Minha face sempre estará voltada para ti! Seu calor me aquece, mas queima Como minha pele quando te toco Me derreto nos seus braços… Mas é você que escorre pelos meus dedos […]

Leia mais…

16/01/2014 Coletivo

Coletivo Dois Três – O ônibus e os caminhos sem volta

Estico o braço e o ônibus para. Embarco no opaco viver do ônibus vazio, Percebo que deveria ter te olhado mais Pois não guardei como queria Todos os seus tracos, palavras e birras Me despedi como quem ia ver no outro dia […]

Leia mais…

06/01/2014 Coletivo
Todos meus poetas favoritos estão presentes / Alguns vivos, outros mortos, uma parcela perdidos.

Coletivo Dois Dois – Meu Velório

30/09/2013 Coletivo
Não se salva um condenado pelo destino de luxúria.

Coletivo Dois Um – Cafajeste com Sorriso no Rosto

15/04/2013 Coletivo

E brindaremos mais uma vez aos dias dourados. O verão dos nossos corações.

Queria ter uma ode aos 20 anos… mas eles por si só são uma ode! Uma ode a vida, aos erros, as incertezas e a brusca, e as vezes imensurável, alegria de simplesmente viver… […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: