64
03 03

Sem contratos, mas bota aquela meia calça de renda.
E vamos pela sorte, pelo risco. Bota aquela saia,
a doce equilibrista e eu refém que vou atrás dos teus caminhos.

Veste aquele sorriso alegre, mesmo mentiroso.
Deixa pra trás suas regras e lembranças.
Que esse seja o último, que o beijo seja único…
Minta! Sorria! Seja feliz! Só por hoje me tapeie

Eu faço o jogo, mas não assumo.(Hoje sou teu servo)
Bota tua cara de safada.
Esqueça das caixas e contas atrasadas
Teus pés me dão a direção e, por hoje, nem me importa onde vai dar

Que passemos o tempo seguindo nossos rabos
E não importa a hora, o ridículo, o fim próximo
O dia seguinte, ou o ritmo rápido da rua…
Porque NÃO tem lá fora enquanto estou dentro de ti

Leave a Reply

  • (will not be published)

Últimas Postagens

Nus e Perdidos

Vou sair essa noite
Pela rua e de mim mesmo
Vou ser outro essa noite
Desconhecido sair a esmo

Desfaço os nós dos seus dedos
Chupo seus lábios em flor
Me dobro e te domino o desejo
Façamos um de nós sentir dor

Continue lendo…

108

Coletivo Dois Quatro – Meu Pecado Solar

Estou aqui para você
Como o girassol para o sol
Mesmo sofrendo queimando
Minha face sempre estará voltada para ti!

Seu calor me aquece, mas queima
Como minha pele quando te toco
Me derreto nos seus braços…
Mas é você que escorre pelos meus dedos

Continue lendo…

71

Coletivo Dois Três – O ônibus e os caminhos sem volta

Estico o braço e o ônibus para.
Embarco no opaco viver do ônibus vazio,

Percebo que deveria ter te olhado mais
Pois não guardei como queria

Todos os seus tracos, palavras e birras
Me despedi como quem ia ver no outro dia

Continue lendo…

55
Todos meus poetas favoritos estão presentes / Alguns vivos, outros mortos, uma parcela perdidos.

Coletivo Dois Dois – Meu Velório

115
Não se salva um condenado pelo destino de luxúria.

Coletivo Dois Um – Cafajeste com Sorriso no Rosto

95

E brindaremos mais uma vez aos dias dourados. O verão dos nossos corações.

Queria ter uma ode aos 20 anos… mas eles por si só são uma ode! Uma ode a vida, aos erros, as incertezas e a brusca, e as vezes imensurável, alegria de simplesmente viver…

Continue lendo…

66

Escreva também
no prascucuias

Ultrapasse a barreira do conformismo e mande seu texto para gente.

Envie seu texto

Assine nossa newsletter

[contact-form-7 id="3498" title="Newsletter"]