Cada fio de cabelo adquirido
Como os arrancados de você
Choros contidos em barris de vinho
Desenhos de sorrisos seus
Me dão a passagem para o dia
Dessa noite impossível de atravessar.

E o que pode interferir no tempo?
Eu não poderia fazer isso hoje
Acabaram as chances que tínhamos
Sou só um borrão em um mês distante
Resta queimar junto com as molduras
daqueles quadros que você nunca pintou.

E eu ouço no fone Gallagher me implorar..
”[…] Take what you need
And be on your way
And stop crying your heart out”
E o que eu quero é apenas dormir
dormir cada vez mais quando lembrar de você.
Mas eu ainda não consigo dormir
não de domigos para segundas corridas
das quais eu sei que encontrarei os motivos
aqueles certos que eu sempre precisei.

Leave a Reply

  • (will not be published)

Últimas Postagens

Escreva também
no prascucuias

Ultrapasse a barreira do conformismo e mande seu texto para gente.

Envie seu texto

Assine nossa newsletter

[contact-form-7 id="3498" title="Newsletter"]