18/08/2016 Zumbido Fugaz

O passado trás presente

O seu nome ecoa na minha mente Como o sino que insiste Em avisar sobre a missa das 18h O seu corpo comprime meus anseios Mas trás a tona os mesmos medos dos 16 anos Quando eu te vejo chegar um carro bate E eu não sei mais dizer se ainda são 14 cores que […]

Leia mais…

Continue lendo
03/02/2014 Sonhos Viciados

Piazzas I

Hélio Oiticica beija minha mão esquerda enquanto eu tento esconder opiáceos dos guardas e malandros dessa rua antiga e sem dono. Me escondo nos paralelos invisíveis da tua língua morta sem tradutores e dicionários. […]

Leia mais…

Continue lendo
26/09/2015 Gritos do Nada

Vidraça

Não serei mais vidraça pro seu grito de guerra Nem admitirei ser fraco ou omisso Aqui quem fala é que nunca espera É quem fez de verdade da luta compromisso. Não aceito seu preconceito descabido Sua neura e sua falta de argumento Me deixe então com meu livre arbítrio! Já que não me é possível […]

Leia mais…

Continue lendo

Recordar é viver

13/07/2011 Sem categoria

Obrigada

O que sou eu comparado ao seu poder?Do que serve minha inteligência sem sua sabedoria?Até meu corpo foi criado para seu louvor. Obrigada por me amar,Por morrer em meu lugar,Obrigada por me aceitar,Obrigada por me criar e sua filha me tornar… É na tua presença que eu sempre quero estar,Minha alma deseja tua face encontrar.Toma […]

Leia mais…

19/04/2012 Sonhos Viciados

Começa agora nossa aventura sexual – Online

Recarregue a página, só mais um minuto. Começa agora nossa aventura sexual – Online. Não saia de casa, por aqui não existe gente feia. Olhe a pose das moças e a vitalidade dos rapazes. Tanta gente inteligente. Não arrisque. Lá fora é só banalidade e truculência. Feche a porta. Vai começar nossa aventura sexual online. […]

Leia mais…

23/08/2012 Sonhos Viciados

E o tomate não entrou na história

Beijos Açai, dos morenos vigorosos, banana e cupuaçu. Beijos Lichia, todos deviam conhecer o que aquela garota faz com a língua. Acerola, Carola, todas as Joaquinas. Tantas vezes morri pros carinhos Carambola, um beijo secreto explodia entre seus cachos Tessália, Tangerina, menina. Abóbora? […]

Leia mais…

24/06/2013 Gritos do Nada

Desesperada Esperança

Desesperada desesperança Acostumado com o fracasso Porque faz o mesmo caminho Quem é acostumado com cabresto Espera hoje por um futuro melhor E logo oferecerá o pescoço ao laço Ovelhas que chamam os lobos Espertos que são apenas tolos Ah minha animada esperança que se consome E quase some no meio da festa que virou […]

Leia mais…

29/06/2011 Colunas - Gritos do Nada

Arrumar palavras…

Ainda tenho coisas a dizer?Olhei hoje para essa tela branca…E me perguntei, sinceramente:O que ainda falta falar? Passei e sei que ainda vou passarMuito tempo escrevendo e a escreverA minha grande dúvida agora é?O que porra ainda tenho a dizer? Ah… e tem essas estrofes estranhas que me permito fazerSei que as vezes parece que […]

Leia mais…

25/09/2012 Zumbido Fugaz
As mentiras são sensatas, São véus pra esconder onde realmente se quer estar.

Árvores mortas

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: