18/08/2016 Zumbido Fugaz

O passado trás presente

O seu nome ecoa na minha mente Como o sino que insiste Em avisar sobre a missa das 18h O seu corpo comprime meus anseios Mas trás a tona os mesmos medos dos 16 anos Quando eu te vejo chegar um carro bate E eu não sei mais dizer se ainda são 14 cores que […]

Leia mais…

Continue lendo
03/02/2014 Sonhos Viciados

Piazzas I

Hélio Oiticica beija minha mão esquerda enquanto eu tento esconder opiáceos dos guardas e malandros dessa rua antiga e sem dono. Me escondo nos paralelos invisíveis da tua língua morta sem tradutores e dicionários. […]

Leia mais…

Continue lendo
26/09/2015 Gritos do Nada

Vidraça

Não serei mais vidraça pro seu grito de guerra Nem admitirei ser fraco ou omisso Aqui quem fala é que nunca espera É quem fez de verdade da luta compromisso. Não aceito seu preconceito descabido Sua neura e sua falta de argumento Me deixe então com meu livre arbítrio! Já que não me é possível […]

Leia mais…

Continue lendo

Recordar é viver

21/08/2012 Zumbido Fugaz

Só você

Você já assistiu hoje aquele clip idiota que faz chorar mesmo não fazendo sentido? É que hoje a tristeza é profunda enfia uma espada na alma e aperta até lá… […]

Leia mais…

14/04/2012 Gritos do Nada

A pior história já escrita

Tem questões que são complicadas de não se pensar com o fígado. A questão do aborto é uma delas, e pensa-se com o fígado dos dois lados. Não tenho todas as respostas, normalmente sou bastante liberal e creio que as pessoas devam decidir o que fazer com seus corpos… mas quando um feto torna-se um […]

Leia mais…

20/10/2009 Gritos do Nada
E o prazer era a única verdade dentre as mentiras que sorri...

Breve Maldade

14/09/2011 Gritos do Nada

Sou péssimo pra escrever…

Uma dor que engrandece minhas lágrimas E torna molhada a terra do caminho Mas é sem coragem o coração sozinho Que lamenta e deixa pra trás suas vítimas Perco a vontade vendo a mudança no relógio Porque contar minutos é mais inútil que sofrer E, por favor, não espere de mim mais nenhum elogio Estou […]

Leia mais…

26/05/2011 Colunas - Gritos do Nada

Voa meu olhar…

Voa meu olharÉ como o ventoPara em você a admirarEm ti passeia lento Invejo o vento que me exasperaQue te toca sem ter mão Invejo o ventoPois não toco nelaE tenho medo de sonhar em vão Espero o tempoQue me revejaNão me apaixonar era ilusão! […]

Leia mais…

14/05/2010 Colunas - Gritos do Nada

Exercício de Escrita II

Já sonhei ser um dia sozinhoE me vi sonhando algo que não vou realizarPois mesmo conhecendo o mundo e vendo ser mesquinhoSou um ser incapaz de sentar e ficar… Procuro os belos braços que me tirem do frioMe apaixono por um minuto, sem de fato me apaixonarMas quem entende esse sentimento covarde e inseguro?Que me […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: