Millennium – Mais que um bar de Faculdade ou A Deusa da Mesa ao Lado

29/09/2011 Resenhas de Bares

Ele costuma terminar as aulas no Millennium, um bar que fica em frente a UniABC, é um desses bares de faculdade, que servem lanches e tem cerveja a preço justo.

É maior que a maioria, e como ele tem amigos que fumam, eles costumam ficar do lado de fora, onde tem uma pracinha legal com mesas e os caras podem encher o pulmão de enxofre sem problemas.[quote_right]O Millennium é um desses bares de faculdade, mas diferente da maioria deles, tem personalidade e vida pra além dos dias de aula.[/quote_right]

Costumam sempre pegar 2 garrafas de 1 litro, o custo benefício é melhor, a garrafa de Skoll (ou Brahma) custa R$ 6,50, fazem o rateio e ele passa a breja no cartão.

Lá normalmente terminam as discussões que começaram na aula, ou mudam de assunto totalmente e falam de futebol, das mulheres do bar, de carro ou moto, enfim, lá eles esticam, em algumas dezenas de minutos, as deliciosas conversas que gostamos de ter com os colegas da facul.

Nessa sexta estava garoando e por isso, sobre protesto dos amigos fumantes, eles foram pras mesas que ficam dentro do bar. Que estava lotado nesse dia.

Sentaram numa mesa perto de uma das portas de vidro, que estava fechada, mas permitia a visão da rua, a esta hora cheia da galera correndo pra pegar as vans que levam eles pra casa. Vida dura de estudante.

Hoje a ideia eram poucos minutos, e o Paulinho pegou só uma breja dessa vez, o Rodrigo começou a conversa sobre a aula, e o monólogo, como sempre, lhe parecia que ia longe…

Ele gosta de ouvir o Rodrigo falar e fazer comentários jocosos pro Paulinho rir, mas ele, de verdade, gosta do que ele fala…

Os três copos estão cheios e eles brindam! Ele solta o seu brinde mais famoso: “Um brinde a juventude, pois da velhice só levaremos a morte!” e ouve-se o bater surdo dos copos. [quote_right]Costumam sempre pegar 2 garrafas de 1 litro, o custo benefício é melhor, a garrafa de Skoll (ou Brahma) custa R$ 6,50, fazem o rateio e ele passa a breja no cartão.[/quote_right]

Olha pra mesa ao lado e lá está ela, não ele nunca a viu, mas seus olhos não permitiram outra reação, havia no Millennium uma deusa, e ela bebia cerveja na mesa do lado.

Olhou pro Paulinho e o seu queixo caído e os olhos em brasas não deixaram dúvida: Ele também viu…

Haviam outras pessoas na tal mesa, mas totalmente ofuscados por ela, que ria alto, falava alto, gesticulava, bebia goles enormes de cerveja e, não bastasse tudo isso, era a coisa mais linda que eles já viram sentada por lá.

O Rodrigo falava agora sobre algum defeito na moto ou uma conversa sobre o pai dele. Como havia agora um bom motivo pra ficar, embora o monólogo fosse sempre um bom divertimento, ele pediu e o Paulinho pegou outra breja e um pacote de salgadinho…

O olhar dela e o seu acabaram se cruzando, uma, duas vezes, mas na sua cabeça foram milhares de vezes, ele viu que a mesa dela estava cheia de porções, batata frita, e provolone a milanesa, aliás, ele lembra que as porções lá, embora demorem um pouco pra chegar, são ótimas.

Ele levanta e vai no balcão, pede um pastel pra ele e mais um pacote de salgados pros caras, e o Rodrigo agora fala do seu antigo trampo, na volta ele passa bem perto dela e ela lhe sorri com os olhos… ele fica vermelho e senta logo.[quote_left]Olha pra mesa ao lado e lá está ela, não ele nunca a viu, mas seus olhos não permitiram outra reação, havia no Millennium uma deusa, e ela bebia cerveja na mesa do lado.[/quote_left]

Ele prestou atenção pela última vez no Rodrigo, que agora falava da aula de sociologia, quando voltou o olhar pra a mesa ao lado não a viu mais lá, imaginou que tivesse ido ao banheiro, deixou o monólogo do Rodrigo só com o Paulinho de espectador e correu a porta do banheiro, esperou e esperou até desistir e voltar pra mesa, quando se virou pra mesa viu, atravez da porta de vidro, ela na calçada abrindo a porta do carro, ainda teve tempo de lançar-lhe um último olhar balançando o cabelo…

Retornou a mesa, desolado, Rodrigo discursava sobre escola e disciplina, pensou em pedir outra Brahma, mas viu que a banda de pagode já tava pronta, porque no Millennium de sexta tem pagode e depois das 11 e meia a cerveja fica mais cara também, interrompeu Rodrigo e sua história sobre armas em casa e preferiu ir embora antes que ouvisse algum pagode e este ficasse em sua mente…

O Millennium é um desses bares de faculdade, mas diferente da maioria deles, tem personalidade e vida pra além dos dias de aula.

O Corvo adora tomar umas por lá, acha o lugar limpo, legal e divertido, com breja a preço justo e lanches/porções deliciosas e por isso o Millennium recebe 9 corvinhos!

Millennium Beer
Avenida Industrial, 3045 (em frente a UniABC)
Santo André

E leva 9 corvinhos!

Alguém que se perde facilmente entre cerveja, noites, amores, sexo, shows, músicas, letras, palavras, motos, asfalto, montanhas, amigos e nunca acha que é muito o muito pouco que viveu!

Comentários

One thought on “Millennium – Mais que um bar de Faculdade ou A Deusa da Mesa ao Lado

Deixe uma resposta para Thiago Hernandez Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

21/10/2011 Resenhas de Bares

É um bar gay

É um bar gay. Não importa o quanto eu afirme que sou hetero. Bichas, bichinhas, ursos, rudes, travestis, mulecotes, entendidos ou perdidos. É um bar gay que vende cerveja barata na augusta. E eu só não me importo. Tem até umas moças por perto, amigas dos gays. Elas se sentem em casa, no pior dos […]

Leia mais…

29/09/2011 Resenhas de Bares

Millennium – Mais que um bar de Faculdade ou A Deusa da Mesa ao Lado

Ele costuma terminar as aulas no Millennium, um bar que fica em frente a UniABC, é um desses bares de faculdade, que servem lanches e tem cerveja a preço justo. É maior que a maioria, e como ele tem amigos que fumam, eles costumam ficar do lado de fora, onde tem uma pracinha legal com […]

Leia mais…

13/09/2011 Resenhas de Bares

O palco de moças e sujeitos detestáveis

08/09/2011 Resenhas de Bares

Bar do Juarez – Chopp e Mulher bonita!

Você deve estar estranhando eu falar sobre um bar “digno”, conhecido e com site pra se visitar (http://www.bardojuarez.com.br/) onde o chão é limpo e as bebidas são boas… Gostaria de dizer que vou ganhar alguma coisa com isso, mas não! Vai ser de graça mesmo. Ontem estive lá e gostei muito do lugar, o Bar […]

Leia mais…

04/09/2011 Resenhas de Bares

Kantinho, com K mesmo

Estou aqui no bar, esperando não sei o que. Ou quem sabe não sei quem. Nem precisa falar, a posição de quem espera realmente não é das melhores. Mas espero, num bar em frente ao metrô vergueiro, em São Paulo e eu sei que é triste, ou falta de habilidade na escrita, mas minhas histórias […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: