O Capitão Saiu para o Almoço e os Marinheiros Tomaram Conta do Navio – Charles Bukowski

22/09/2011 Resenhas de Livros

Já tinha lido outros do bukowski, iniciei pelos poemas. E esse é dos bons, se acha em banca de jornal, não é tão caro e se lê rapidinho. O último dos beats, o escritor dos mordenetes. Escolha seu rótulo, mas tudo isso você pode ler em qualquer lugar.

Comecei a ler Bukowski porque ele é baixo e no geral é bem aceito. Daí me senti mais em casa, uma espécie de Ramones para quem quer ter uma banda, ou seja, é possível. No fim sempre acho que é possível soltar uma baixaria e ser sempre cabível a colocação. Ignorem a pobreza do meu trocadilho de duplo sentido. Mas é isso, o cenário é sempre o mesmo, bebedeiras, pernas, decotes, repudio às pessoas, corrida de cavalos, pernas, mulheres e corrida de cavalos. Alterne entre as virgulas, porres de vinho, porres de uísque, porres de cerveja. Sério, quase todos os livros que li dele sao variações disso. E porque ler Bukowski? Porque não leio só um e fico com 30 outros de brinde? Porque em cada página reserva uma boa piada, uma verdade que você não teve coragem ou jeito de dizer.

Confesso, teve livros dele que não gostei, mas esse eu gostei. Conheci o ilustrador Robert Crumb nele, que faz uns desenhos baixaria com muita personalidade. Casamento perfeito. Crumb, diferente do Bukowski ainda está vivo e até Veio na flip do ano passado. O livro é como um diário que Bukowski escreveu quando tava veiaco, passa o livro todo reclamando. E podem crer que é bom. O livro é cheio de máximas e isso se comprova pelos títulos do bukowski que são muito bons. Esse mesmo é sensacional. O Capitão Saiu para o Almoço e os Marinheiros Tomaram Conta do Navio, Crônica de um amor louco, Fabulário Geral do Delírio cotidiano, Notas de um velho safado. Genial.

Desculpe o venerado Machado de Assis mas Bukowski é muito mais relevante na minha estante ou mesmo influência quando escrevo. Mesmo só falando de porres, pernas, corridas de cavalo e algumas variações disso.

Esse ai leva nota 8, Bukowski puro e concentrado.

O Capitão Saiu para o Almoço e os Marinheiros Tomaram Conta do Navio
Charles Bukowski

Um cara entre vielas cheias de gente e ônibus lotado. Que se perde em alguns bares e se põe a ver a velocidade dessa gente. E rir da estupidez dessa lógica.

Comentários

One thought on “O Capitão Saiu para o Almoço e os Marinheiros Tomaram Conta do Navio – Charles Bukowski

  1. Fiquei matutando aqui… nunca li um livro dele só de poesia, li algumas espalhadas pela net… fico sempre meio cismado com poesia traduzida cara… mas se tu recomenda quer dizer que, no mínimo, tem um monte de putaria e palavrão! rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

13/02/2012 Resenhas de Livros

Ultraje a rigor – Nós vamos invadir a sua praia – Andréa Ascenção

Uma, duas páginas e já deu vontade de pegar um ônibus e cair na estrada. Se ser jogador de futebol não era teu sonho, talvez botar o pé na estada sim. Aterrorizar hotéis e estar em duas cidades num mesmo dia. Ia ser uma boa. Na terceira página você quase liga pros amigos e pensa […]

Leia mais…

07/01/2012 Resenhas de Livros

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios – Marçal Aquino

Gosto dos livros por causa de cada história que eles carregam, essa frase parece óbvia demais não? Quase isso. Muito além das palavras impressas em cada encardenado temos um apego, uma dedicatória, um amor, um amigo. Cada livro vira um registro do espaço tempo das nossas vidas. Como músicas de infância, as trilhas sonoras dos […]

Leia mais…

22/11/2011 Resenhas de Livros

Natimorto – Lourenço Mutarelli

Conheci o Mutarelli pra valer quando ganhei o Jesus Kid, outro livro do cara, só sabia até então que ele tinha escrito o romance Cheiro do Ralo e atuava no filme. Mas Jesus Kid merece uma resenha só pra ele. O natimorto foi outro presente. Esse, não reserva tanto humor como Jesus Kid, mas é […]

Leia mais…

22/09/2011 Resenhas de Livros

O Capitão Saiu para o Almoço e os Marinheiros Tomaram Conta do Navio – Charles Bukowski

Já tinha lido outros do bukowski, iniciei pelos poemas. E esse é dos bons, se acha em banca de jornal, não é tão caro e se lê rapidinho. O último dos beats, o escritor dos mordenetes. Escolha seu rótulo, mas tudo isso você pode ler em qualquer lugar. Comecei a ler Bukowski porque ele é […]

Leia mais…

06/09/2011 Resenhas de Livros

A Luz do Sul – Osvaldo Junior

Sabe aqueles textos que a gente escreve no calor de um amor, as vezes correspondido e as vezes não, que a gente tem vergonha ou receio de mostrar as pessoas por que as vezes não temos distanciamento pra saber se é bom ou ruim? Ai ficamos inseguros e lá se vão bons textos, cheios de […]

Leia mais…

24/08/2011 Resenhas de Livros

Caos – Terrorismo poético e outros crimes exemplares – Hakim Bey

Qual melhor livro que eu já li? – Caos – Terrorismo poético e outros crimes exemplares! Assim, rápido, sem muito pensar. Talvez pensando com carinho exista algum outro, mas não importa, ele o é top of mind. Mas vou chegar até aqui, antes vou voltar e contar uma histórinha. Teve um tempo que dei de […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: