Tão originais II

A revista me diz como devo ser, ou como deveria E no quartel ensinam moços a se mover igual A felicidade é uma obrigação, pela qual se morreria E estranhamente acham que viver mentiras é normal Na TV passam exemplos que não parecem comigo De mulheres e homens de plástico e sem sofrimento Cada imagem […]

Leia mais…

“Me dê a mão, me abraça…”

Carnaval sem gosto de folia. A gente se anula nos desfiles na TV. Congela na depreciação dos cabelos, nas moças rugas e nos vencimentos. Acabou a cerveja, ela canta o samba o enredo. Aumenta meu desespero, é isso, morremos. No jeito mais sem graça. Sid e Nancy voltariam pra acabar com tudo. Não é má […]

Leia mais…

E se você fosse sempre o último?

E se você ficasse sempre por último? E suas vontades não fizessem diferença? E todo seu esforço fosse insuficiente? E se te julgassem e medissem pela régua deles? Onde você é sempre pequeno e estranho E se tudo que acredita fosse considerado bobagem? E se tivesse que jogar fora seus sonhos? E em troca de […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: