26/09/2015 Gritos do Nada

Vidraça

Não serei mais vidraça pro seu grito de guerra Nem admitirei ser fraco ou omisso Aqui quem fala é que nunca espera É quem fez de verdade da luta compromisso. Não aceito seu preconceito descabido Sua neura e sua falta de argumento Me deixe então com meu livre arbítrio! Já que não me é possível […]

Leia mais…

Continue lendo
03/02/2014 Sonhos Viciados

Piazzas I

Hélio Oiticica beija minha mão esquerda enquanto eu tento esconder opiáceos dos guardas e malandros dessa rua antiga e sem dono. Me escondo nos paralelos invisíveis da tua língua morta sem tradutores e dicionários. […]

Leia mais…

Continue lendo
18/08/2016 Zumbido Fugaz

O passado trás presente

O seu nome ecoa na minha mente Como o sino que insiste Em avisar sobre a missa das 18h O seu corpo comprime meus anseios Mas trás a tona os mesmos medos dos 16 anos Quando eu te vejo chegar um carro bate E eu não sei mais dizer se ainda são 14 cores que […]

Leia mais…

Continue lendo

Ninguém me Representa

24/06/2017 Gritos do Nada

Nenhum me representa
Só eu falo por mim
E o que se apresenta
Hoje é o começo do fim

E de quase tudo que falei
Só do silêncio me arrependo
Pois as palavras que não usei
Tem quase tudo que entendo

E se você confia neles
Você os merece então
Minha raiva é contra eles
Os velhos donos da nação

Se você os quer defender
Que faça isso mesmo
Prefiro não me comprometer
E poder criticar a esmo

E cada um que não desafia
O poder de um coronel alado
E prefere, mansinho, a covardia
De xingar quem mora ao lado

É alguém que nem merece
O tempo de um insulto
Pois só de pensar me aborrece
O tanto que és inculto

Melhor perder meu tempo
Em outro livro, outra história
Me alimentar no vendo
De um futuro, enfim, de glória.

Ir ao post original

Recordar é viver

23/05/2011 Colunas - Sonhos Viciados

Em resposta ao Poeta: Dona Inspiração

Essa Dona de saia justa,me encara todos os dias,me fascina seu andar e suas pernas. Me encanta sua ciência inexata,seus olhares desafiadores,a imensidão de sua pele. Dona, me seduz seus segredos,me incomoda seu cálice. Os sábios e estudados lhe dedicam vidas.E eu só vivo cada dia na esperança de suas migalhas.Me reviro, bebo do meu […]

Leia mais…

05/06/2012 Colunas - Zumbido Fugaz

Mundo, querido mundo

Foi um erro buscar uma cura para o mundo? Sentir na pele todo pensamento imundo A malandragem por uma grama de diversão que não  exige limite de perversão que vai junto com a dignidade que se tem uns de mais outros de menos retem caminha olhando os objetos que possuem e não tem imaginação do […]

Leia mais…

10/04/2012 Colunas - Zumbido Fugaz

Vida singela

Ela tão despretensiosa que não importaria o fim andava como um zumbi entre os seres maquiados e você acha que ela se preocupava com o que falavam? Ela ouvia tudo filtrado pelo system dela… Suas noites eram dolorosamente apavorantes deitava e gritava, gritava tanto… Não era mais encenação, não era o típico teatro era o […]

Leia mais…

01/09/2011 Backstage

A difícil “arte” de fazer resenha!

Então tivemos a pachorra (adora essa palavra!) de fazer resenhas para livros. Na verdade a ideia nem foi minha, mas eu achei do caralho e abracei. E a ideia evoluiu para o que estou tentando fazer agora: resenhas para escritores independentes que não tem resenhas de seus livros publicadas em outro lugar! A coisa é […]

Leia mais…

18/08/2011 Gritos do Nada

Tapa!

Onde a lágrima cairá de imediato Vou continuar ante seus gritos de “para”! Num relâmpago vago de sinceridade, numa curva escura de malicia e maldade, numa noite regado a cerveja e saudade, nesse dia contarei toda a verdade! Na mais longa falta de tato No mais lindo tapa na cara Onde a lágrima cairá de […]

Leia mais…

29/10/2012 Colunas - Sonhos Viciados

Fim do expediente – Outra teoria sobre liberdade

Conflitos confinados na pasta do senhor solitário na mesa do bar. Uma chamada para acompanhar seu copo raso de conhaque. Mais advogados em outra mesa. Apaixonados em suas teorias, deve ter no Vade Mecum, na lei, no artigo, em algum lugar aí dentro. Fim de expediente, corpos aprisionados em seus ternos, saias justas e salto-alto. […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: