Sobre os Motivos

Poesias eu fiz pela revolta, infantil e até injustificada. Escrevi pelas dores e pelas alegrias… Poesias eu fiz pra me gabar! E podem não acreditar, mas poesias eu também fiz pra conquistar… como fiz depois pra lamentar perdas, as do coração e as da vida. Muitas vezes o amor (ou o tesão?) transbordou dos meus […]

Leia mais…

Tão originais II

A revista me diz como devo ser, ou como deveria E no quartel ensinam moços a se mover igual A felicidade é uma obrigação, pela qual se morreria E estranhamente acham que viver mentiras é normal Na TV passam exemplos que não parecem comigo De mulheres e homens de plástico e sem sofrimento Cada imagem […]

Leia mais…

Mulher (assim com maiúscula)

Nunca acreditei muito quando diziam que eu só aprenderia a falar com uma mulher depois dos 20 e tantos… até que passei dos 20 e tantos e sei que estavam certos! Porque a gente perde a virgindade, mas deixar de ser cabaço não é automático, pois depois do sexo deixamos de ser virgens, mas não […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: