…Mas tudo bem

18/09/2012 Colunas - Zumbido Fugaz

Vou dramatizar tudo isso
Para depois dizer, tudo bem.
Sou ansiosa, eu quero, quero muito
e quero mesmo assim
mesmo com esse porque tão indefinido.
Sou intensa, muito e um pouco mais do universo
tem que vir agora, daqui a pouco
pode ser que o nada seja determinante.
Tenho medo, medo de andar tão só quando escurece
Mas sempre preferi estar mesmo só.
Sou consumista de mim mesma,
arranco até o último vestígio de algo bom em mim
para oferecer um sorriso.
E me veio você jovem capricorniano que me dá estabilidade
para refletir melhor
me trás para o real com seu pessimismo maduro
Está comigo em uma dimensão diferente
Faz com que eu me sinta acompanhada quase a todo instante
Trazendo uma singela coragem
Não quis mais manipular nenhum sentido humano
sinto, falo
me arrependo, peço desculpas
me decepciono, me afasto.
A vida já é tão breve e eles ainda se apegam
a esses tais charmes (frescuras)
esse teatro não é mais impressionante
é assustador, manipulador, maligno e suicida.
Sim, eu quero você hoje e para sempre
(Desculpa pelo termo tão abrangente, ainda sou meio exagerada)
Mesmo ansiosa, intensa, apreensiva,
tenho a balança ao meu lado e tudo está tão bem…

Um certo alguém simples que busca conhecimento e auto-conhecimento através dos escritos. Que se encanta por olhares e perde a noção do tempo tentando desvendá-los...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

26/08/2020 Sonhos Viciados
O que será que leva dentro? O suor triste do operário?

Uma piñata feita com uma mochila Rappi

22/03/2019 Gritos do Nada

Eles dizem pra eu consumir

Eles dizem pra eu consumirLogo eles que me consomem Eles que pagam com granaAquilo que não se recupera Dizem que a grana compra a satisfaçãoDe ter algo feito com o tempo de alguém Eles dizem pra eu consumirLogo eu que queria só viver Mas a grana paga o tempo que perdi?Compro sorrisos de plástico na […]

Leia mais…

03/02/2019 Gritos do Nada

Conversa Tóxica

Não estava ouvindo Não estava sentindo Só estava falando Só estava mentindo Não estava feliz Não, não era uma atriz Não estava querendo Ele estava por um triz […]

Leia mais…

31/01/2019 Gritos do Nada
Quem pediu por certeza Perdeu-se pela estrada

Todo final é feliz! (?)

28/01/2019 Gritos do Nada

BolsoPatriotismo Tosco

[…]

Leia mais…

25/01/2019 Sonhos Viciados

São Paulo habita em mim

Eu sou todo saudade,Entre a São João e avenida liberdade. Eu sou todo um corpo violado,Um bar esquecido no altar suspenso das suas coxas. Eu sou todo pixo,Pura violência nos muros da sua intimidade. Eu sou todo abandono,Adormecido na fileira mais suja do cine Arouche. Eu sou todo saudade, afogado no barril de corote do […]

Leia mais…

Artista



Acervo público Metropolitan Museum of Arts, créditos: